Homossexualidade acaba com a procriação, diz Ahmadinejad

Em uma hora de entrevista exclusiva para o programa “Piers Morgan Tonight”, que vai ao ar na noite desta segunda-feira, o presidente iraniano, Mahmoud Ahmadinejad, falou de política a amor, de Israel a Líbia. Um dos temas mais polêmicos, no entanto, foi sua opinião a respeito da homossexualidade. Quando perguntado se negar os direitos aos gays não seria negar o direito à liberdade em si, o presidente iraniano disparou:

– Você realmente acredita que as pessoas possam nascer homossexuais? Você acredita que alguém possa dar à luz através da homossexualidade? A homossexualidade acaba com a procriação. Se você gosta ou acredita em algo feio e se os outros não aceitam o seu comportamento, eles estão negando sua liberdade?

Insistente, o apresentador Piers Morgan perguntou o que ele faria então se um de seus três filhos fosse gay. Falando por meio de um tradutor, o presidente de 55 anos disse que o “problema seria resultado da falta de educação apropriada”.

– Uma educação apropriada deve ser dada. Se um grupo reconhece um comportamento feio como algo legítimo, você não deve esperar que outros países ou outros grupos lhe deem o mesmo reconhecimento.

Na entrevista, o presidente iraniano também falou sobre o filme anti-Islã “Inocência dos muçulmanos”, que vem gerando protestos no mundo árabe.

– Fundamentalmente e em primeiro lugar, condenamos qualquer ação que ofenda pensamentos e sentimentos religiosos de qualquer pessoa. Da mesma forma, condenamos qualquer tipo de extremismo. Naturalmente, o que aconteceu foi feio. Ofender ao profeta é muito feio. E isto não tem nada, ou muito pouco, a ver com liberdade ou liberdade de expressão. Esta fraqueza e o abuso de liberdade em muitos lugares é um crime.

Quando perguntado por Morgan se ele achava que os manifestantes deveriam parar de ameaçar funcionários dos EUA no exterior, Ahmadinejad afirmou que não pode dizer o que as outras pessoas ou nações deveriam fazer.

– Mas nós também acreditamos que isso deva ser resolvido em um ambiente humano, em um ambiente participativo. Não gostaríamos de que alguém perdesse a vida ou fosse morto por qualquer motivo, em qualquer lugar do mundo.

Na véspera da abertura da Assembleia Geral da ONU, nesta segunda-feira, Ahmadinejad criticou que alguns membros do Conselho de Segurança com direito de veto “escolheram o silêncio em relação às cabeças atômicas de um regime impostor enquanto ao mesmo tempo impedem o progresso científico de outras nações”, em referência ao Irã.

Mais cedo, em entrevista a jornalistas em Nova York, Ahmadinejad disse ainda não levar a sério que Israel possa lançar um ataque contra instalações nucleares do país, negou que o governo envie armas à Síria e afirmou que a situação econômica nacional não é tão ruim quanto parece mesmo com as sanções.

http://br.noticias.yahoo.com/homossexualidade-acaba-procria%C3%A7%C3%A3o-diz-ahmadinejad-210440208.html

Anúncios

Caro leitor, peço que seu comentário seja sempre em relação à publicação. Obrigado!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s