Novo tem que ser novo…

Eduardo Marques

Nas Sagradas Escrituras encontramos um versículo em que o Cristo ensina que não devemos colocar remendos de panos novos em roupas velhas…(Mt 9,16-…). Pois bem! Embora este ensinamento tenha sido dado há tanto tempo, sua essência pode ser colocada hoje em prática em diversas situações…

O mundo globalizado é, sem dúvida, um mundo de concorrências. Assim, a busca por resultados é o foco principal de quem deseja alcançar na Sociedade as melhores rodas; seja na esfera pessoal ou profissional. O capitalismo Selvagem nunca foi tão voraz!

Entretanto, não é suficiente estar focado num ou mais objetivos e sair correndo em disparada como um louco a fim de alcançá-los. Antes de almejar a meta é necessário planejar e viabilizar meios de execução. Uma corrida a esmo é sempre entrópica. Deste modo, a tríade: Intenção – Planejamento – Execução é que pode dar resultados positivos. O que não passa por este caminho é delírio tolo de despreparados.Contudo, entre o planejamento e a execução há fatores complexos; como por exemplo, a relação interpessoal.

Resultados não surgem por geração espontãnea. Muitos precisam por a mão na massa pra que o processo ande. Uma das diferenças porém entre um administrador e um empreendedor é que o segundo vê no presente a possibilidade de crescimento futuro; e o primeiro vê o futuro como consequência do passado. Assim, não é raro encontrar entre administradores discursos saudosistas e, muitas vezes, ultrapassados…Presos às velhas práticas muitos administradores arrastam-se em seus cargos sem nada mais conseguirem enxergar. São os roupa velha.

A experiência passada funciona, sem dúvida, como um moderador pra que novas decisões sejam tomadas. Mas não devem ser o argumento principal. Assim, falas do tipo: “É assim mesmo…”, “Sempre foi assim…”, “No tempo de…” são totalmente improdutivas. E elas se constituem no fator de maior peso pro Adminstrador-Empreendedor no que diz respeito a pessoas. Fator de maior peso porque? Por que muitas vezes é necessário substituí-las por outras com novo vigor, maior formação e capacidade pra que os resultados sejam melhores. É difícil por que, às vezes, coloca-se no profissional o emocional;e aí, a confusão é bem maior porque mistura-se relações sem que aja por parte dos envolvidos uma visão plena e correta de cada coisa. Isso dificulta a tomada de decisões por deficiência de análise, de atitude e de equivocado altruísmo.

O bom Administrador não é aquele que dá resultados, mas que é também um empreendedor. Que cria no presente bases sólidas pro futuro; mesmo que dele não venha a fazer parte e se afaste. O empreendedor sabe o momento de se afastar…

Do mesmo modo, nas esferas menores, aqueles que não buscam sua reeducação caem na mesmice, não evoluem e muitas vezes são empecilho na vida da Empresa.

Por isso, para o Administrador que visa dar passos mais largos adiante, é necessário deixar de lado as roupas velhas. Se tentar colocar remendo novo nelas, o rasgo será ainda maior. Assim ensina nosso Senhor – Amém!
(EDUARDO MARQUES 25/12/12)

Anúncios

Caro leitor, peço que seu comentário seja sempre em relação à publicação. Obrigado!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s