Primeira vez no mundo: Foi operado no ventre materno um bebê com obstrução na laringe

BARCELONA, 10 Mai. 13 / 03:56 pm (ACI/Europa Press).- Os hospitais Sant Joan de Déu de Esplugues de Llobregat e Clínic de Barcelona (Espanha) operaram pela primeira vez no mundo com êxito um feto de 21 semanas que tinha uma obstrução na laringe, uma patologia que na maioria dos casos resulta na morte antes de nascer.

A operação, que aconteceu em 14 de março de 2012, foi divulgada nesta quinta-feira, dez meses depois do nascimento do bebê que se chama Gonzalo e tem uma vida normal e sem sequelas.

A paciente foi enviada desde Barcelona do Hospital da Cartagena, onde detectaram que o feto tinha os pulmões muito dilatados e isso comprimia o coração e podia levar a uma parada cardíaca.

“Dávamos tudo por perdido, nos disseram em Cartagena que tínhamos que abortar, mas que antes fôssemos a Barcelona”, relatou Francisco, o pai do bebê, ante os meios de comunicação.

Em Barcelona, os médicos confirmaram que a laringe do feto estava totalmente obstruída, o que impedia que os pulmões expulsassem suas secreções pela traqueia, e ofereceram aos pais uma intervenção para desobstruir a laringe, em todo o mundo já tentaram fazer este procedimento três vezes sem êxito.

A equipe de cirurgia fetal do Sant Joan de Déu e do Clínic operou o feto no ventre da mãe, introduzindo um fetoscopio –um endoscópio especial de só 3 milímetros de grossura– que confirmou que a laringe estava obstruída por uma membrana que, posteriormente, perfuraram e eliminaram.

O chefe do serviço de cirurgia fetal, Eduard Gratacós, explicou que “a operação foi preparada durante uma hora e meia para imobilizar o feto e colocá-lo na posição correta, e a cirurgia em si durou somente 22 minutos”.

Esta é a primeira vez no mundo que se desobstrui uma laringe em um feto no ventre materno, uma operação “que é muito complexa já que é difícil chegar à traqueia sem romper nada”, disse Gratacós.

A obstrução laríngea é uma má formação estranha que provoca a morte da maioria de fetos que a sofrem, e os que sobrevivem acabam falecendo ou com sequelas muito graves, já que o tecido pulmonar fica gravemente prejudicado.

http://www.acidigital.com/noticia.php?id=25386

Anúncios

Caro leitor, peço que seu comentário seja sempre em relação à publicação. Obrigado!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s